É com prazer que anuncio a possibilidade de integrar o facebook ao forum. Estamos sempre buscando formas de melhorar o site. Administração

    Coréia tem 300 mil viciados em games

    Compartilhe
    avatar
    Fred
    Admin
    Admin

    Mensagens : 1842
    Data de inscrição : 09/10/2009
    Idade : 35
    Localização : Contagem - MG - Brasil

    Ficha do personagem
    RPG: 20

    Coréia tem 300 mil viciados em games

    Mensagem por Fred em Qua Nov 09, 2011 9:27 pm


    O esforço da Coréia do Sul para criar uma poderosa rede de banda larga pelo país permitiu que quase todos os coreanos tenham acesso à internet nos dias de hoje. Mas, ao mesmo tempo, acabou contribuindo para um grave problema social: o vício nos jogos on-line.

    Com uma população de 49 milhões de pessoas, o país tem cerca de 17 milhões jogadores. Destes, ao menos 300 mil são considerados "viciados" pelo governo -número que pode chegar a até 500 mil, segundo levantamentos oficiais. Os casos considerados "muito graves" são cerca de 30 mil ?é quando a pessoa deixa de trabalhar ou ir à escola para jogar e sofre de depressão e transtornos psicológicos.


    Médicos especializados no tema dizem que há casos de jovens que se tornam assassinos por influência dos games. E outros que desmaiam por exaustão, após jogar ininterruptamente por mais de 50 horas.


    Na Coréia do Sul, reunir-se num cibercafé para jogar é um programa tão comum como sair para jantar ou ir ao cinema. E nunca ter ouvido falar de programas como "Lineage" ou a nova mania, "Sudden Attack", é como no Brasil nunca ter ouvido falar do Ronaldinho Gaúcho.

    Todos os dias, principalmente depois do trabalho ou da escola, milhões de coreanos se dirigem rapidamente para os chamados PC bangs ?os onipresentes cibercafés, espalhados por toda a Coréia. Há pelo menos 20 mil em todo o país.

    Na ultra-urbanizada Seul é comum ver os campos de futebol vazios, enquanto as salas dos cibercafés estão abarrotadas de homens e mulheres, entre 13 e 30 anos, que se mantêm colados nos monitores, gritando, fumando, bebendo e até comendo em frente ao computador.

    "É um problema grave", disse ao G1 o psiquiatra Kim Hyun Sôo, que em 2005 coordenou um projeto do governo para aumentar o número de clínicas preparadas para ajudar os viciados em jogos online.

    Falando em seu consultório no centro de Seul, que é usado exclusivamente para o tratamento de pessoas com esse tipo de problema, ele disse que casos de violência por causa dos jogos acontecem com freqüência no país.

    "Os casos de jovens que mataram a facadas algum membro da própria família porque perderam um jogo são muito comuns por aqui. Os estudantes viciados sonham com os jogos e vêem as pessoas como alvos que precisam ser liquidados", afirma.

    Também são comuns casos em que a pessoa desmaia por exaustão depois de jogar ininterruptamente durante várias horas ou dias. Em 2005, um homem de 28 anos morreu depois de passar 50 horas seguidas jogando games on-line.

    Fonte: www.gamevicio.com


    _________________________________________________________

    Canal de vídeos do forum

      Data/hora atual: Ter Set 26, 2017 3:19 am