É com prazer que anuncio a possibilidade de integrar o facebook ao forum. Estamos sempre buscando formas de melhorar o site. Administração

    Call of Duty: Modern Warfare 3 traz ação típica de filme com Steven Segal

    Compartilhe

    Fred
    Admin
    Admin

    Mensagens : 1842
    Data de inscrição : 09/10/2009
    Idade : 34
    Localização : Contagem - MG - Brasil

    Ficha do personagem
    RPG: 20

    Call of Duty: Modern Warfare 3 traz ação típica de filme com Steven Segal

    Mensagem por Fred em Dom Nov 27, 2011 2:05 pm


    Multijogador oferece novo modo em que não basta só matar inimigo

    Os que rejeitam a série de jogos de tiro em primeira pessoa Call of Duty dificilmente serão convencidos por Modern Warfare 3, que se limita a refinar os elementos da franquia. A boa notícia para a Activision, distribuidora do game, é que a base de fãs é enorme.

    Por mais que haja ao menos um novo Call of Duty por ano desde 2003, o game está vendendo que nem água - segundo a Activision foram arrecadados U$ 775 milhões (R$ 1,46 bilhão) em cinco dias. Foram lançadas neste mês versões para Wii, DS, Playstation 3 e Xbox 360.

    Modern Warfare 3 retoma a história do ponto deixado pelo jogo anterior. Em resumo, é preciso derrotar um vilão com sotacão russo (santo clichê, Batman) com aspirações de tocar o terror em escala planetária. Tudo bem bobinho, narrado com vozes graves e duronas.

    A história deve ser levada tão a sério como um filme de Steven Segal (nada tão forçado quanto o cozinheiro de Força em Alerta, mas existe um clima de filmes como Força de Ataque). Assim como os personagens do “ator”, o roteiro os personagens de MW3 não cativam - não tem nenhum carismático Marcos Phoenix de Gears of War 3 por aqui.

    Como em um bom filme de ação, não importa o argumento, o que vale são as cenas de ação. E MW 3 consegue entregar isso. Como os cenários são familiares aos jogadores - a primeira fase traz a guerra destruição a Nova York -, o ambiente de guerra envolve rapidamente o jogador. Mas é preciso baixar a guarda e aceitar certas coisas. Em um trecho em que um avião se parte ao meio, o jogador deve ainda assim dar tiros em terroristas, o que deve dar uma úlcera nos físicos.

    Por mais que as fases sejam lineares - é preciso seguir o roteiro ao pé da letra -, as surpresas empolgam. Uma missão discreta em uma favela africana de repente se transforma em uma fuga em meio a morteiros, deixando a empolgação sempre em alta. O cuidado com os efeitos sonoros e com a trilha ajudam a construir o clima de tensão.

    MW3 também cumpre as expectativas visuais. Apesar do motor do game ser antigo, os gráfico continuam a pleno. Cenas de destruição grandiloquentes e minuciosas rodam sem baixar os frames por segundo, o que evita que o game trave ou fique devagar.

    Um ponto desfavorável ao suspense do game é a enorme quantidade de checkpoints. Isso faz com que o jogador tenha que retroceder pouco quando morre, fazendo com que descuidos não tenham uma punição tão grave assim. Assim como Space Marine, a tela de game over traz frases sobre guerra - nada tão brega, mas ainda assim bem tolinho.

    A campanha é curta, o que abre caminho para o jogador ir ao que importa: o multiplayer.

    Multijogador

    No modo multijogador, sem grandes alterações. Novos mapas, armas e tudo aquilo que uma continuação de jogo de tiro tipicamente oferece.

    A principal novidade é um modo chamado Kill Confirmed, que exige que além de matar os inimigos, o jogador tenha que buscar a medalha no corpo do adversário. Todo um leque de estratégias, com iscas e armadilhas, fica aberto nessa modalidade.

    Os novatos terão que ter paciência para desfrutar do modo multijogador, que mistura sem muito critério veteranos e principiantes. Será necessária uma disciplina "Steven Seagaliana" para superar esse desafio.

    Para saber mais notícias deste jogo acesse o tópico em nosso forum

    Fonte: r7


    _________________________________________________________

    Canal de vídeos do forum

      Data/hora atual: Dom Dez 04, 2016 7:13 am