É com prazer que anuncio a possibilidade de integrar o facebook ao forum. Estamos sempre buscando formas de melhorar o site. Administração

    Need for Speed: The Run: 3000 milhas de pura adrenalina. Novas imagens

    Compartilhe
    avatar
    Fred
    Admin
    Admin

    Mensagens : 1842
    Data de inscrição : 09/10/2009
    Idade : 35
    Localização : Contagem - MG - Brasil

    Ficha do personagem
    RPG: 20

    Need for Speed: The Run: 3000 milhas de pura adrenalina. Novas imagens

    Mensagem por Fred em Qua Nov 16, 2011 5:40 pm


    Novas imagens e um resumo do review da Eurogamer de Portugal comentando inclusive sobre o tempo de duração do jogo que pode ser de mais de 5 horas, abordando os principais pontos do jogo.

    Quando chegamos ao final, o jogo refere que demoramos cerca de 2 horas para completar esta "longa" corrida. Mas isto não quer dizer que são 2 horas reais no ambiente e estória. Pois muitas vezes, junto com as cut-scenes, saltamos de cidade em cidade em horas. Mas mesmo assim, o número 2 horas é enganador, porque apenas refere o tempo passado literalmente a jogar, sem cinemáticas, sem a navegação pelos menus e a escolha dos carros. Na verdade, o tempo necessário para chegar ao final deste modo é cerca de 5 horas.

    Algo sempre necessário num Need for Speed, são grandes máquinas. E The Run cumpre nesse aspeto. Há carros para todos os gostos, desde aqueles mais comuns que vemos no dia-a-dia, como o Volkswagen Scirocco ou Ford Focus, até carros super-exclusivos como o Pagani Huayra e Lamborghini Sesto Elemento.

    A jogabilidade permanece arcade, mas não tanto elevada como em Hot Pursuit. Na condução, os carros são bem diferentes de controlar.
    Os diferentes pisos da estrada também se fazem sentir. O gelo é escorregadio, e na terra, sentimos uma maior dificuldade na aceleração do carro.

    O motor de Battlefield 3, o Frostbite 2.0 da DICE, é que proporciona vida a Need for Speed: The Run. E o resultado é fantástico. Os carros têm um aspeto fantástico, mas o que mais impressiona, são as pistas. No deserto conseguimos ver a poeira a pairar sobre a estrada, e na floresta, os raios de sol a passarem por entre as árvores é algo espantoso. Outra das vantagens em utilizar o Frostbite 2.0 é a destruição, que permite que qualquer parte do carro fique danificada.

    Na parte sonora, The Run aposta em artistas como Black Keys e Black Rebel Motorcycle Club, só para mencionar alguns. O seu propósito é cumprido na perfeição, aumentado ainda mais o prazer e a vontade de conduzir.

    Os ingredientes utilizados em Need for Speed: The Run não diferem daqueles usados em jogos anteriores: carros rápidos e corridas perigosas continuam a ser o atrativo principal. O modo estória, mesmo sendo curto e com uma estória simples, proporciona doses elevadas de adrenalina. E enquanto estamos a conduzir, é tudo o que importa.

    Nota dada pela Eurogamer.pt 8/10


    Vejam agora as novas imagens da versão final do jogo, clique no spoiler para ver todas.
    Spoiler:

















    Fonte: eurogamer


    _________________________________________________________

      Data/hora atual: Sab Out 21, 2017 11:36 am